• nossainformacao

Combate ao vírus: Brasil é maior que toda a Europa e tem população três vezes menor


Em tempos de pandemia global, muito se fala em termos de comparações com relação ao modo de lidar com o problema em cada país e como seus governantes estão conduzindo a situação. Alguns países, infelizmente, chegaram a números extremamente altos e enfrentam neste momento dificuldades em seus sistemas de saúde.


As adversidades são das mais variadas. Como falta de equipamentos e insumos, logística de mobilidade de material humano para atendimento dos pacientes, entre tantas outras como a falta de medicação específica e o modo de atuação do vírus.


Por todo este cenário, agora é a hora em que todos os países estão adotando diversas medidas para lidar com esta crise. Porém, diferente do que se pode pensar, como disse o ministro da saúde do Brasil, Luiz Henrique Mandetta, não existe uma receita de bolo para resolver tal problema.


Deve ser levado em conta, por exemplo, que o Brasil tem características completamente diferentes de outros locais afetados pelo vírus. Só para termos uma ideia, a área territorial brasileira é maior do que todo o continente europeu se excluirmos a parte europeia da Rússia.


Portanto, observando este ponto, chegamos a outras condicionantes que levam ao estudo de medidas específicas para cada localidade. Se falarmos da população destas duas áreas fica ainda mais explícita esta diferença.


A proporção de população para território é completamente desfavorável para países europeus com relação ao Brasil. A população europeia chega à marca de mais de 740 milhões de pessoas vivendo em uma área total menor que o Brasil que tem população de cerca de 210 milhões.


Ou seja, temos hoje um número de mais de três vezes menos pessoas vivendo em um espaço significativamente maior. Isso por si só já nos dá uma condição muito mais favorável para lidar com a atual situação. No entanto, é importante prestar atenção ao modo como o vírus se desenvolve e atua em cada ambiente.


Justamente na característica do vírus é que se faz importante pensar e alertar para mais fatores peculiares. Conforme explicado esta semana no programa Aqui na Band (TV Bandeirantes) pelo doutor Anthony Wong, o fator clima é fundamental para o combate ao COVID-19.


Temperaturas acima de 17 graus não são favoráveis ao vírus. Sendo assim, por estarmos em um país tropical, este é mais um ponto a nosso favor nesta luta. Que já conta com uma densidade demográfica extremamente mais positiva que tantos outros países que enfrentam dificuldades no combate ao coronavírus.


Levando em conta então as mais diversas possibilidades de se combater esta pandemia, é importante entendermos que cada país do globo terrestre terá que tomar as suas medidas de acordo com as suas particularidades. De forma séria, contundente e eficaz, conforme nos orienta e traz as organizações mundiais de saúde, mas sem esquecer-se das particularidades de cada região afetada.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 por Nossa Informação. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now