• nossainformacao

Auxílio de R$ 600,00 começa a ser pago nesta terça-feira

O auxílio emergencial de R$ 600, apelidado de ‘Coronavoucher’, destinado a profissionais autônomos, começa a ser pago nesta terça-feira, 07/04, para quem já está ativo no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, e tem conta na Caixa Econômica ou no Banco do Brasil.

Também nesta terça-feira, a Caixa Econômica Federal disponibilizará um aplicativo para cadastro de trabalhadores e instruções de recebimento do valor de auxílio que será pago por conta da pandemia do coronavírus.

A quantia poderá ser paga a até duas pessoas da mesma família, desde que seja obedecido o critério da renda. Conforme a lei, têm direito a renda básica trabalhadores informais que recebem até meio salário mínimo de renda (R$ 522,50) ou renda familiar de até três salários mínimos (R$ 3.135).


O pagamento de cerca de 98 bilhões de reais para 54 milhões de brasileiros deverá ser realizado por etapas e cumprirá um calendário dividido por grupos. No caso dos informais que não constam em nenhum cadastro, elencados como mais vulneráveis pelo programa, o benefício deve ser liberado em até 48 horas após a autodeclaração.

De acordo com o ministro da cidadania, Onyx Lorenzoni, após o preenchimento do cadastro, o crédito deve ser disponibilizado em conta corrente ou emitida uma ordem de pagamento para o saque.

Confira abaixo os requisitos para receber o valor:

- Ter a partir de 18 anos; - Não possuir emprego formal; - Não receber benefício assistencial ou do INSS, seguro-desemprego ou fazer parte de qualquer outro programa de transferência de renda do governo, com exceção do Bolsa Família;

- Mães adolescentes passam a ter direito ao recebimento, mesmo tendo menos de 18 anos.;

- Além das mães chefes de família, os pais solteiros que são os únicos responsáveis pelo sustento dos filhos, também passam a ter direto a duas quotas do benefício, totalizando R$1.200,00;

- Aqueles que recebem Bolsa Família, limitado a cada grupo familiar o recebimento de até duas cotas do auxílio ou de uma cota e de um benefício do Bolsa Família, podendo o beneficiário optar pelo mais vantajoso.

Também preencher os seguintes itens:

- Não ter carteira assinada e atuar como informal ou autônomo; - Exercer atividade como Microempreendedor Individual (MEI); - Ser contribuinte individual ou facultativo do INSS (nos planos simplificados ou baixa renda); - Ser trabalhador intermitente (que trabalha por períodos de contratos);

- O limite de recebimento tributável no ano de 2018, que era de R$28.559,70, deixa de existir.


Para poder receber, é necessário estar inscrito no CadÚnico, um cadastro do governo federal que reúne base de dados de programas sociais, até 20 de março deste ano. Caso não esteja, é necessário fazer uma autodeclaração disponibilizada no aplicativo.


A Caixa alerta que ainda não há nenhum aplicativo oficial com cadastramento ou pagamento do auxílio emergencial. Logo, os trabalhadores não devem colocar seus dados em aplicações desse tipo ou clicar em links que prometem acesso a plataforma, já que se trata de fraude.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 por Nossa Informação. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now